Forum Cabana Sport

Forum sobre Tiro Esportivo, Camping, Cutelaria, Sobrevivência, Escalada, Bike e outros esportes
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Tudo o que voce precisa para Camping, pesca, tiro esportivo, proteção pessoal.acesse www.lojacabanasport.com.br
Compre sua carabina de pressão na www.lojacabanasport.com.br. As melhores marcas você encontra aqui.
Barracas, Bússolas, Cantis, Saco de Dormir, Mochilas, Hidrabag, Churrasqueiras, Kit de Churrasco e muito mais

Compartilhe | 
 

 São Gabriel Possenti, protetor dos atiradores

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Fábio Luiz Ceregatto

avatar

Mensagens : 46
Data de inscrição : 07/01/2014
Idade : 46
Localização : Rio Claro

MensagemAssunto: São Gabriel Possenti, protetor dos atiradores   Qui Jan 09, 2014 3:30 pm

São Gabriel Possenti, protetor dos atiradores



São Gabriel de Nossa Senhora das Dores, ou simplesmente São Gabriel Possenti, nome pelo qual ficou conhecido Francesco Possenti (1836, Assis - 1862), viveu no século XIX, na cidade de Isola del Gran Sasso, na região do Abruzzo, Itália. Francesco era filho de um rico advogado dos Estados Papais e considerado exímio cavaleiro e atirador.

Tendo ele três anos de idade, a família Possenti transferiu-se para Spoleto, onde transcorreriam sua infância e adolescência. Ali Francisco se distinguiu por seu caráter vivaz, cheio de afeto, gentil, palavra fácil e cheia de graça, voz sonora e olhar penetrante.

Esse temperamento amável e privilegiado não excluía o amor ao risco, tão comum na adolescência. O comandante da guarnição militar de Spoleto, grande amigo de seu pai, instruíra o jovenzinho a manejar com certeira pontaria a pistola e o fuzil. Sendo a caça seu lazer favorito, em um ano ganhou como presente de Natal uma bela espingarda.

Após a morte da mãe, sua irmã mais velha, Maria Luísa, fora para ele um de seus principais esteios. Muito formosa, encontrava-se ela na flor da idade quando irrompeu em Spoleto uma assoladora epidemia de cólera, da qual foi a primeira vítima. A morte da jovem, ocorrida no ano de 1855, causou em Francesco o impacto de um raio. Disso se valeu a providência divina para abrir-lhe os olhos sobre sua vocação. Logo após o falecimento, ele expôs a seu pai a resolução de ingressar num convento. Este, entretanto, recusou sua autorização, temendo que tal desejo fosse o fruto efêmero de um momento de dor.

Então, numa manhã da Oitava da Assunção de Maria, em 22 de agosto de 1856, quando os habitantes da cidade de Spoleto, na Perúgia, celebravam com júbilo a festa da Padroeira, agradecendo de modo especial o terem sido libertos da peste que devastara a região nos últimos anos, no momento em que a sagrada imagem da Santíssima Virgem passou diante dele e seu olhar fitou os olhos arrebatadores da imagem, ouviu de modo claro em seu interior estas inesquecíveis palavras: "Francesco, o que fazes no mundo? Tu não foste feito para ele. Segue a tua vocação!". Nesse momento, dando livre curso a abundantes lágrimas de agradecimento e compunção, tomou a firme resolução que há tempo vinha postergando: ser religioso.

Aos 18 anos de idade ele ingressou na Congregação Passionista, tendo escolhido o nome de Frei Gabriel de Nossa Senhora das Dores. O coração de sua espiritualidade foi estudar e imitar as virtudes de nosso Salvador sofrendo como espelhado no coração da Virgem Maria Dolorosa. Durante sua vida de religioso, nele sobressaía, sem dúvida, um arraigado amor à Paixão do Senhor. Tal veneração sentia pelos sofrimentos de Jesus que nunca se separava do crucifixo.



Em 1860, após a batalha de Castelfidardo, cerca de vinte mercenários renegados, ligados ao exército de Garibaldi, apareceram na cidade para pilhá-la e aterrorizar os moradores. Irmão Gabriel, com a autorização do reitor do seminário, caminhou desarmado para o centro da cidade para enfrentar os terroristas. Um dos mercenários, que estava prestes a violentar uma jovem, ridicularizou-o por vir sozinho enfrentá-los.

Possenti, numa rápida manobra, tirou o revólver da cintura do mercenário e ordenou que ele soltasse a mulher. Enquanto o homem obedecia ele rendeu outro soldado que se aproximava e apropriou-se de outro revólver. Ao verem o que estava acontecendo, os demais mercenários acorreram em defesa dos companheiros para subjugar o impertinente monge.

Nesse momento, uma pequena lagartixa atravessou a rua entre Possenti e a tropa que se aproximava. Quando por um breve momento o animal parou, Possenti fez pontaria e matou-o com um único tiro certeiro. Apontando agora os dois revólveres para os mercenários, Possenti ordenou que todos largassem suas armas imediatamente. Diante da exibição de pontaria, os soldados obedeceram. Possenti ordenou, também, que eles apagassem todos os focos de incêndio que haviam iniciado e que deixassem a cidade imediatamente.

Após a retirada dos mercenários, o povo agradecido levou Possenti nos braços até o seminário chamando-o de "O salvador de Isola".

Levando uma vida exemplar como religioso, cheio de penitências e auto-anulação, Possenti queria ser enviado para as Missões após sua ordenação. Entretanto, acometido de tuberculose antes que ele pudesse ser ordenado, morreu muito jovem, em 27 de fevereiro de 1862 , aos 24 anos. Foi canonizado em 1920 pelo Papa Benedito XV como São Gabriel Possenti da Madre Dolorosa. Sua festa é comemorada no dia 27 de fevereiro.

É evidente que não foi o episódio da lagartixa que levou à canonização de São Gabriel Possenti mas, com seu exemplo, Possenti mostrou que a santidade não é antagônica às demais virtudes humanas como coragem e determinação. Por tudo isto, atiradores e proprietários de armas de todo mundo estão em campanha para torná-lo também Padroeiro dos Cidadãos Armados.

A campanha é liderada por John Snyder, um ex-seminarista e atirador americano que entregou ao Papa João Paulo II, em 05/03/2001, uma medalha da Sociedade São Gabriel Possenti onde se vê na frente uma imagem do Santo, um revólver e uma salamandra rodeados pelos dizeres: "São Gabriel Possenti, protetor dos atiradores". No verso vê-se um alvo estilizado e os dizeres: "Guie nossa mira para acertar no centro. Proteja-nos dos inimigos do amor, da justiça e da liberdade". Em carta datada de 12/03/2001, o Secretário de Estado do Vaticano, Monsenhor Pedro Lopez Quintana escreveu a John Snyder que "o Papa apreciou o presente e os devotados sentimentos que o motivaram". Em sua carta de encaminhamento da medalha ao Papa, Snyder afirma que "nossa devoção a São Gabriel Possenti é porque seu exemplo nos mostra a conexão intima e consistente que existe entre o direito à vida, o direito à defesa própria, o direito a posse dos meios de defesa e o direito de armar-se para a defesa própria".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.ceregatto.adm.br
Regiane C

avatar

Mensagens : 3
Data de inscrição : 09/01/2014
Idade : 42

MensagemAssunto: Re: São Gabriel Possenti, protetor dos atiradores   Sex Jan 10, 2014 8:39 am

São Gabriel Possenti é um grande exemplo de atitude, coragem para agir na hora de necessidade e bom senso.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
São Gabriel Possenti, protetor dos atiradores
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Forum Cabana Sport :: Fogo Central :: Dúvidas-
Ir para: